Justiça Restaurativa realiza encontro nacional com facilitadores

O Programa Caxias da Paz, vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social, em parceria com o Programa de Justiça Restaurativa de Novo Hamburgo – Restaura NH, realizou nessa semana o 1º Encontrão de Auto Supervisão de Facilitadores de Círculos de Construção da Paz em Justiça Restaurativa “Justiça Restaurativa práticas de Amor”.
O encontro ocorreu no formato virtual e contou com 74 participantes. Os coordenadores do programas em Justiça Restaurativa dos dois municípios,  Rodolfo Pizzi, por Caxias do Sul e Beatriz da Rosa, por Novo Hamburgo, abriram o encontro dando as boas vindas aos participantes. Em seguida os secretários de Segurança de ambos os municípios, Hernest Larrat do Santos (Júnior) e General Roberto Jungthon também saudaram os participantes, ressaltando a importância do trabalho da Justiça Restaurativa na construção de uma sociedade mais justa e pacífica, valorizando o esforço das equipes na organização do encontro.
Na continuidade do evento o facilitador, e instrutor de Círculos de Construção de Paz, Alceu Valin de Lima conduziu a cerimônia de abertura. Foi um momento de reflexão sobre o papel do facilitador. Para oportunizar uma maior interação entre os participantes, o grande grupo foi dividido em grupos menores, aonde dois facilitadores voluntários conduziram a parte de contação de histórias do encontro. A cerimônia de encerramento do Encontrão foi a apresentação das construções feitas nos pequenos grupos, onde os facilitadores responderam a pergunta: Diga em uma palavra ou frase o que é a Justiça Restaurativa para você?
Para a coordenadora do Núcleo de JR de Novo Hamburgo, assistente social Beatriz Pontes Ferreira da Rosa, o encontro atendeu perfeitamente seu objetivo, pois promoveu a confraternização de vários facilitadores de círculos de construção de paz, em âmbito nacional, proporcionando também momentos de aprendizagem, com troca de experiências, expressão de sentimentos e também para avaliação das práticas realizadas.
O responsável pelo Caxias da Paz, Rodolfo Pizzi, reforçou a importância de momentos como esse para o fortalecimento dessa rede nacional facilitadores. “Os facilitadores são responsáveis por colocar em movimento toda a proposta da Justiça Restaurativa. São os grandes protagonistas de uma mudança de paradigma que coloca a vítima, a reparação do dano e a restauração das relações como foco das soluções dos conflitos. Além de contribuírem no fortalecimento de vínculos comunitários que são a base para a pacificação social”, avalia.
 
Foto Divulgação SSPPS
FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...