“Ser a primeira mulher a comandar o Sindilojas de Caxias do Sul em 64 anos faz aumentar a expectativa de outras mulheres…”

Idalice3

 

“Estou há 12 anos no Sindilojas e vejo aumentar a cada dia a participação das mulheres na entidade, espero ser a primeira de muitas outras.

Tenho a certeza de que terei uma missão muito importante e um papel fundamental para captar mais associados, mais comerciantes que significa, obviamente, mais sócios para a nossa grandiosa instituição”.

 

“Fui diretora administrativa na gestão do presidente Ivanir Gasparin e com o aval dele estou na presidência hoje. Vamos iniciar em abril, um trabalho voltado para a preparação e captação de qualificação ao nosso associado, com cursos, workshops e palestras com pessoas reconhecidamente preparadas para transmitir conhecimentos e formas de empreender táticas novas que agregam valor àquilo que a gente aprendeu ao longo dos anos na prática.

Somos parceiros na CIC, trabalho na diretoria de Finanças e Estatísticas há dois anos e agora somos colegas também lá”.

 

Muitas atribuições

 

“De maneira alguma, quando se vive para ajudar os outros, isso se torna leve, quase imperceptível. Faço parte do Departamento Fiscal no Observatório Social de Caxias do Sul, que nada mais é do que o controle dos gastos públicos. Um trabalho importante e que mexe com a vida das pessoas, independente de classes sociais. Nós temos por obrigação fiscalizar e ver onde o dinheiro público está sendo gasto”.

 

Pensando no todo

 

“Algumas pessoas vão para o Sindilojas para defender o seu negócio. Não dá certo, pois o sindicato é uma ferramenta para o desenvolvimento de todos os associados. Se for o contrário, a possibilidade de dar certo é enorme, pois estamos falando de algo que foi construído com bases sólidas, embasado pela coragem de empreendedores com nomes consolidados na cidade e região. Certamente eles deixaram um legado e exemplos que devem ser seguidos ao pé da letra”.

 

Perfil

 

Idalice Manchini é casada com Antoninho, tem dois filhos, Guilherme e Valquiria, natural de Boa Vista/RS e desde 1981 mora em Caxias, onde mantém a Pole Modas, referência de moda na cidade e região.

É formada em Administração pela Universidade de Caxias do Sul e Matemática Financeira pela Faculdade da Serra Gaúcha.

“Comecei com a Pole Modas com 17 anos, tive que ser emancipada desde então e hoje posso falar com orgulho que há 37 anos mantemos um negócio sólido e que só cresce, evidentemente com a participação dos nossos colaboradores e perseverança na nossa aposta. Sempre tivemos a exata noção daquilo que queríamos e hoje colhemos os frutos”.

 

Sindilojas na veia

 

“Acho que sou uma sindicalista por natureza, me sinto bem porque gosto de doar e não receber. Somos o segundo maior Sindilojas do Estado, atrás apenas de Porto Alegre.

Nossa ramificação se estende a São marcos, Flores da Cunha e Antônio Prado e Nova Pádua. Como se vê, uma responsabilidade muito grande se levarmos em conta que outras praças da serra também são atreladas a todas as nossas decisões e iniciativas. Nos sentimos inteiramente atrelados a esses municípios e sua economia, pois o sindicato por si só é um grande fomentador de iniciativas comerciais.

Levo para dentro do Sindilojas uma inovação, criarei departamentos setorizados e junto com isso, trago comigo mais de 50 lojistas com idéias novas. Junto com a diretoria e esses departamentos, tomaremos as decisões.

A intenção é envolver as vinte pessoas da diretoria e mais os departamentos. Acredito que só em conjunto poderemos atender todas as demandas e essa união, esperamos que permaneça por todo o período em que estivermos á frente do Sindilojas”.

 

O que representa ser a presidente do Sindilojas

 

“Acho que ser a presidente do Sindilojas é um presente, já criei meus filhos, tenho um esposo que é meu parceiro, tenho uma equipe capacitada de 22 pessoas, que aqueles que levam o sindicato adiante.

Somos associados a CIC e Fecomércio, isso vai me exigir muitas reuniões, tenho que trabalhar organizadamente contando com pessoas na retaguarda para atingir os resultados que precisamos. Na minha diretoria serão nove mulheres e doze homens, ou seja, não é pouca coisa. Me sinto segura e acredito numa boa gestão”.

 

Contribuições sindicais

 

“Não afetarão a entidade. Muitos lojistas possuem outros produtos dentro do Sindilojas e como era facultativa a contribuição sindical, esses produtos ajudam bastante, fazendo um contraponto ás possíveis perdas”.

 

O associado

 

“Tive uma aprovação de 97%, então acredito que exista a expectativa do Sindilojas, principalmente em função dos nomes que já foram presidentes. Acho que o lojista conhece pouco o Sindilojas, por isso quero criar um canal de visitas e diálogos para que o associado saiba o que está sendo feito. Vamos ouvi-lo sobre as demandas que afetam o dia a dia do seu estabelecimento.

Uma das ações é o canal aberto para o associado se manifestar e dar a sua contribuição, sugerindo onde podemos avançar mais e também sobre aquilo que equivocadamente está sendo realizado”.

 

A qualificação através de cursos

 

“Temos parceria com o SENAC e hoje ele ocupa todas as salas que eram da Univarejo. Estamos desde o dia 20 de março com o curso Programa de Desenvolvimento de Gestores. Curso esse com 284 horas, com  duração de um ano e meio, em parceria com o SESC e Fecomércio”.

 

Combate á pirataria

 

“Hoje temos uma grande luta contra a pirataria na nossa cidade. Que é um problema da cidade grande. O combate deve ser feito de maneira pontual e gradual. Caxias do Sul possui em torno de 500 mil habitantes e ao nosso ver, conseguiremos algum resultado enquanto essa barreira não ultrapassar aos 700 mil habitantes. Se não coibirmos agora, em parceria com os órgãos públicos, fica praticamente impossível esperar resultados definitivos”.

 

Um sonho possível

 

“Gostaria que as nossas reuniões fossem realizadas com um grande número de lojistas, que o associado queira estar ali dentro da entidade e que ele realmente se sinta prestigiado enquanto lojista. Precisamos valorizar o coletivo”.

 

Espaço para todos

 

“Minha presidência terá início, meio e fim, depois de quatro anos vou oportunizar outra pessoa, que ela também possa ter as mesmas oportunidades que estou tendo hoje, que venham outras lideranças, outros empreendedores, com novas idéias que possam continuar elevando cada vez mais o nome do Sindilojas.

Vou dar o meu melhor dentro do sindicato, tenho experiência, sei que alguns podem não gostar de algumas decisões, mas estou vacinada quanto á isso.

Procurei trazer três jovens para fazer parte da nossa diretoria, pois o Sindilojas Jovem é um importante braço formador de líderes e que são a garantia da continuidade da nossa entidade”.

Foto Júlio Soares / Objetiva

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...