Mais de 680 alunos marcam presença nos Jogos Escolares de Xadrez da Smel

????????????????????????????????????

Competição registrou participação de estudantes de 37 instituições de ensino
Cerca de 680 estudantes participantes, 37 instituições de ensino e 2.204 partidas realizadas. Assim foram os Jogos Escolares de Xadrez e Xadrez Adaptado, da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer (Smel), realizados na última semana, no Centro Esportivo do Sesi. A competição reuniu professores e alunos das quatro redes de ensino (municipal, estadual, particular e federal). Os competidores foram divididos nas categorias mini, mirim, infantil, juvenil e PCDs.
As professoras Ariane Kuquertt e Rita Gavazzoni acompanharam os alunos das escolas municipais Bento Gonçalves e Osvaldo Cruz nos jogos. “Lá na escola temos um projeto de xadrez que atende alunos no contraturno e também realizamos algumas competições internas. E nós percebemos os benefícios trazidos pela modalidade tanto na sala de aula quanto na disciplina de Educação Física”, destacou Rita. “As crianças geralmente são muito agitadas. E o xadrez deixa elas mais atentas nas aulas e proporciona uma aprendizagem melhor”, complementou Ariane.
Já para a professora Caroline Postali, da Escola Estadual Professor Apolinário Alves dos Santos, os Jogos Escolares são uma experiência nova. “Eu sou professora do currículo, então não tenho muito contato com o esporte escolar. Vim aqui hoje para trazer uma única aluna e estou achando fantástico. É admirável a tranquilidade dessas crianças”, destacou.
A estudante Bruna Isabelli Goulart, 7 anos, foi a única representante da escola Apolinário na categoria mini da competição. A iniciativa dela em participar dos Jogos Escolares e da professora Caroline em acompanhar a aluna rendeu um bom resultado: Bruna foi a campeã do mini feminino. Após vencer sua terceira partida seguida, a pequena estudante explicou porquê escolheu o xadrez. “Eu aprendi com cinco anos e foi meu pai que me ensinou. Gosto de jogar porque eu fico parada e me concentro naquela hora”, contou. Já a irmã dela, Vitória Goulart, competiu na categoria mirim e terminou na sexta posição.
O objetivo agora é fazer com que o xadrez se torne um esporte mais conhecido na escola. “Tomara que com isso, os outros alunos possam se interessar mais pelo xadrez e que nossas alunas possam falar sobre essa experiência com os colegas. Gostaria de parabenizar a Smel também por proporcionar modalidades e eventos como esse”, finalizou a professora Caroline.
Os 10 primeiros colocados de cada categoria foram premiados com medalhas. Confira em anexo os alunos vencedores e as escolas campeãs da competição.Apoio
Nos Jogos Escolares e Paraescolares é frequente a presença de familiares e amigos que acompanham os atletas, principalmente os alunos mais novos. A aposentada Cerlem dos Santos observava a neta de longe. “Ela me disse pra não chegar muito perto porque ela precisava se concentrar. Hoje os pais dela não puderam vir, então estamos nós aqui apoiando que ela pratique cada vez mais esportes”, contou.
O titular da Smel, Paulo Eugênio de Carvalho, também acompanhou alguns dias da competição. “É muito legal ver o envolvimento das escolas e famílias com nossos serviços. Em nome da Secretaria, agradeço ao Sesi pela cedência do espaço e parabenizo os professores que levam seus alunos às nossas competições”, complementou.
Fotos: Maiara Gallon e Artur Boeira
horiz meia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...