UCS divulga Cesta Básica e Índice de Preços ao Consumidor em Caxias do Sul dos meses de março e abril

 

94bb01fd89214c343623db2bce215b8c

 

O Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais (IPES) da Universidade de Caxias do Sul (UCS) divulga a variação da Cesta Básica e do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) correspondentes aos meses de março e de abril de 2018 em Caxias do Sul.

Cesta Básica

No mês de março, o custo da Cesta Básica passou para R$ 813,91. Com esse resultado, a Cesta Básica apresentou um aumento de 0,39% em relação ao mês anterior, quando custava R$ 810,72 correspondendo a uma elevação de R$ 3,19, valor superior ao aumento verificado no mês de fevereiro, de R$ 3,72. A tendência nesse momento aponta para uma perda de velocidade na elevação dos preços dos alimentos quando observamos o longo prazo. Dos 47 produtos que compõem a Cesta, 28 aumentaram de preço, 17 tiveram seus preços médios reduzidos, e 2 permaneceram com seus preços inalterados. Os cinco produtos que mais contribuíram positivamente para a variação do índice foram capeletti, salame, tomate, pão de forma e sabão em pó. Já os cinco itens que mais contribuíram de forma negativa para o índice foram massa caseira fresca, salsichão, coxa de frango, creme dental e farinha de trigo especial.

Dados completos no link:

https://www.ucs.br/site/midia/ arquivos/cb_mar_2018.pdf

No mês de abril, o custo da Cesta Básica passou para R$ 816,10. Com esse resultado, a Cesta Básica apresentou um aumento de 0,27% em relação ao mês anterior, quando custava R$ 813,91 correspondendo a uma elevação de R$ 2,19, valor inferior ao aumento verificado no mês de março, de R$ 3,19. A tendência nesse momento aponta para uma perda de velocidade na elevação dos preços dos alimentos quando observamos o longo prazo. Dos 47 produtos que compõem a Cesta, 28 aumentaram de preço, 17 tiveram seus preços médios reduzidos, e 2 permaneceram com seus preços inalterados. Os cinco produtos que mais contribuíram positivamente para a variação do índice foram cebola, batata-inglesa, creme dental, laranja e alface. Já os cinco itens que mais contribuíram de forma negativa para o índice foramfrango inteiro, pão caseiro, salame, pão de forma e absorvente externo.

Dados completos no link:

https://www.ucs.br/site/midia/ arquivos/cb_abr_2018.pdf

Índice de Preços ao Consumidor

Em março, o Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul indica um aumento nos preços de 0,18% no mês demarço, contra um aumento de 0,33% do mês anterior. Com esse resultado, a variação percentual acumulada do IPC-IPES nos últimos doze meses alcançou 2,85%, correspondendo a um aumento médio mensal no período de 0,23%. Esse resultado é superior ao mês anterior que registrou um índice acumulado de 2,62%. Do total de 320 subitens que compõem a estrutura do Índice de Preços ao Consumidor, 105 aumentaram de preços no mês de março, 120 produtos tiveram seus valores reduzidos e 95 permaneceram com seus preços inalterados.

Dados completos no link:

https://www.ucs.br/site/midia/ arquivos/ipc_mar_2018.pdf

Já no mês de abril, o IPC indica um um aumento nos preços de 0,39% no mês de abril, contra um aumento de 0,18% do mês anterior. Com esse resultado, a variação percentual acumulada do IPC-IPES nos últimos doze meses alcançou 3,08%, correspondendo a um aumento médio mensal no período de 0,24%. Esse resultado é superior ao mês anterior que registrou um índice acumulado de 2,85%. Do total de 320 subitens que compõem a estrutura do Índice de Preços ao Consumidor, 135 aumentaram de preços no mês de março, 90 produtos tiveram seus valores reduzidos e 95 permaneceram com seus preços inalterados.

Dados completos no link:

https://www.ucs.br/site/midia/ arquivos/ipc_abr_2018.pdf

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...