Professores da rede municipal de ensino recebem curso de inclusão digital

_DSC0595

Um dos princípios da educação é a inclusão dos alunos em todos os âmbitos do aprendizado. Por isso, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) de Caxias do Sul proporciona, frequentemente, diversos cursos de qualificação tanto aos estudantes quanto aos professores. Um deles é o curso de Informática Educativa, desenvolvido pelo Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) da Smed, que tem o objetivo de preparar professores para trabalharem nos laboratórios das escolas.

A formação é oferecida para os docentes todos os anos, no período de agosto a novembro. Com aulas uma vez por semana e várias atividades a distância, o curso totaliza 120 horas/aula. A cada ano, uma média de 80 professores participam para aprender ou se atualizar nas ferramentas da internet e poder levar esses conhecimentos para as salas de aula. Com isso, fica mais fácil desenvolver atividades diferentes que despertem a atenção dos estudantes.

Durante as aulas, os participantes são divididos em grupos para desenvolverem juntos as atividades propostas. A principal delas é a criação e a manutenção de um blog, com tema de livre escolha. Conforme Sintian Schimidt, assessora pedagógica que ministra o curso, as aulas são muito mais que técnicas, visto que o objetivo não é ensinar apenas como mexer no computador. “Quando o professor passa joguinhos para as crianças, não é só por diversão, mas sim porque aquele jogo tem alguma relação com o conteúdo que estão desenvolvendo. Dessa forma, vai ser mais fácil para o estudante adquirir conhecimento. É um meio diferente para que a criança aprenda”, destaca.

Para Laiana Bittencourt Cardoso, professora de Língua Portuguesa na Escola Municipal Professora Marianinha de Queiroz, o curso trabalha diversos aspectos de ensino que poderão ser usados posteriormente. “Não optei por trabalhar como professora de informática no próximo ano, mas já estou pensando em como incluir os conhecimentos que aprendi. Penso que, quando a informática está do nosso lado, conseguimos captar a atenção do jovem mais facilmente”, afirma.

“Meu principal objetivo era conhecer esses recursos, tecnologias que fazem parte das escolas e que são importantes no ensino dos nossos alunos”, afirma André de Campos, professor de História na Escola Municipal Ruben Bento Alves. O docente também pretende atuar na área. “Quero começar o quanto antes. Na escolha de turmas para o próximo ano, já optei por trabalhar nos laboratórios de informática educativa”, completa.

Após o término do curso, no final de novembro, os professores ganham uma certificação para trabalhar com a informática educativa nas escolas. Para o próximo ano, serão ofertadas 80 novas vagas. Para participar, é necessário fazer a inscrição pelo telefone (54) 3901.2323.

Foto Carolina Canton

horiz meia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...