A beleza de Marcela Cipriani, na arte e na vida

IMG_5544-848x478

Um olhar intimista, um desejo de realizar sonhos e a leveza de ser o que a realidade e a ficção permitem. Esses são sinônimos de Marcela Cipriani, atriz, modelo e sonhadora nas horas vagas, nossa Bela da Quinzena de hoje, num remember da entrevista realizada há um tempinho.

IMG_5387-683x1024

Do alto dos seus 1,60m, 19 anos, olhos azuis, cabelo loiro natural, manequim 34/36, calçado 36 e busto 42, esta obstinada só tem coisas boas para compartilhar com os leitores, afinal, ostenta e faz parte de um seleto grupo de vendedores de sonhos, pois ser atriz, criar e interpretar faz parte do imaginário de quase todas as pessoas, afinal, num determinado momento da vida, quem não sonhou em contracenar com um ídolo ou ser o protagonista de um filme ou novela. Para Marcela, isso já é uma realidade desde criança.

“Faço teatro desde os 03 anos (três), sou atriz profissional. Realizei inúmeras campanhas publicitárias. As pessoas ou empresas que me contrataram entendem que tenho espontaneidade, o que acabo concordando de certa forma, pois todos os trabalhos que realizei foram com muito amor, dedicação e naturalidade. Como entendo e percebi que não seria modelo pela minha altura, foquei nas artes cênicas, fotos e desfiles.

IMG_5537-683x1024

Possuo a DRT, que é o Registro Profissional de atores do Rio Grande do Sul, o que contribuiu bastante para atuar ao lado de atores muito conhecidos do público, como Selton Mello, que além de ator é também diretor, o que me deu muita experiência e aprendizado no teatro e no cinema. Com ele tive uma participação no longa “O filme da minha vida”, que teve a serra como pano de fundo e que está em fase final e em breve deve ser rodado e As aventuras de Minuano Kid. No total foram seis curtas, dois longas e um média, além de uma série de TV.

Realizei trabalhos em Porto Alegre, Caxias do Sul, Rio de Janeiro em alguns filmes infantis. Fiz três testes para participar da novela Malhação, mas por algum motivo, pelo meu tipo físico, biotipo, não consegui, mas nem por isso vou deixar de tentar, pois acredito que um dia uma porta enorme vai se abrir e terei a tão sonhada oportunidade”.

– Grande nomes inspiram a cada dia.

“Sou muito fã da Glória Pires, acompanho sua carreira e acredito que pela sua trajetória dentro do cenário artístico brasileiro, tenho muito a aprender com ela que sou fã, assim como tantos outros grandes nomes que a dramaturgia brasileira possui”.

– A faculdade de jornalismo segue paralelamente.

“Pela facilidade de me relacionar com as pessoas, optei pelo jornalismo. Atualmente tranquei o curso, mas pretendo retomar, pois todo conhecimento é importante e acredito que ele pode agregar muito e dar mais opções de escolhas logo ali na frente. Mas tem tudo a ver comigo, pois amo me comunicar, interagir com os outros”.

– Incentivo dentro de casa.

“O pai e a mãe são meus grandes incentivadores, apesar de sermos muito diferentes, a minha personalidade nem de longe se parece com a deles, mas não me vejo sozinha. Sou inquieta, exigente e não consigo me ver com a vida organizada. Prefiro ser feliz do que estar onde não quero estar e a minha casa, perto dos meus pais, é o meu porto seguro.

Tenho uma relação familiar muito boa, muito legal mesmo. Com meus pais o que tenho é único. Não escondo nada deles, todos os meus segredos, tudo o que sou devo a eles. Amo incondicionalmente”.

– Se descobrindo aos poucos.

“Meus sonhos surgiram a partir do momento em que entrei para o mundo da arte. Acho que mostrar a vida como ela é ou de uma forma diferente é muito bom. Sonho em mostrar para as pessoas que sofrem com todo tipo de preconceito, que podemos ser ou fazer tudo aquilo que queremos. De certa forma, representar é um trabalho de inclusão também, de ver no outro ou fazer ele perceber que não existem diferenças, apenas que cada um tem a sua visão de ver as coisas”.

– E se não der certo.

“Não tenho um plano “B”, quero estar focada no meu objetivo principal nesse momento, acreditar sempre que as coisas vão acontecer e seguir firme nesse propósito. Não tenho necessidade de me expandir, sair à noite, balada, bebidas, essas coisas, prefiro ficar em casa lendo um livro, estudando um filme e de certa forma, me fortalecendo para quando eu tiver que ir à luta. Atualmente minha vida tem sido muito corrida, viajo muito de um lado para outro sempre que sou chamada para fazer um novo trabalho”.

Marcela X Marcela

IMG_5637-683x1024

 

 

GOSTO de Viajar, Cinema, Leitura, Fotografia e Atuar.

NÃO GOSTO de Saudade, Inveja, Pressão, Falsidade e Acordar cedo.

UM PERFUME: Angel.

FILME: A procura da felicidade.

NA TELEVISÃO, Novelas e seriados.

MEUS ÍDOLOS são meus pais.

LEITURA: Mundo de Sofia.

MEU TIME é o Juventude.

ENTRE PRAIA e CAMPO, gosto dos dois em determinados momentos.

UM LUGAR: Qualquer um desde que seja junto com a pessoa que você ama. Gostaria muito de voltar aos EUA. Gosto sobretudo de passar despercebida, sem estar em cima de um salto ou trajando uma roupa de grife. Lá as pessoas te olham como você é, entendem que o principal e o mais importante é a pessoa e não aquilo que ela possui de coisas materiais”.

“Na política o Brasil vive um mundo conturbado, mas temos que fazer mea culpa dos nossos atos. Todos nós cometemos as nossas falhas, somos corruptos em alguns momentos por um ato, um gesto, um pensamento. Temos que começar por nós, a boa política é aquela que trazemos de casa e o que aprendemos na escola com bons professores”.

IMG_5425-683x1024

“Sou natural de Caxias do Sul, adoro essa cidade, pela estrutura que ela nos oferece. Fora os problemas sociais, e os muitos questionamentos sobre isso e aquilo, estamos num bom caminho, podemos sim esperar uma evolução muito positiva para um futuro que já bate à nossa porta”.

– As mídias sociais. Mídias Sociais!!!

“Gosto porque é fundamental para divulgar um trabalho, uma ação que precisa chegar até as pessoas de forma rápida. Mas as vezes o rumo que as coisas tomam é perigoso e exige muita cautela. É na verdade uma faca de dois gumes. Eu ainda prefiro olhar no olho, conversar com as pessoas olhando para elas, cara a cara. O computador ou celular é apenas uma ferramenta que não expressa nossos sentimentos mais reais”.

– Drogas, gravidez na adolescência.

“A base de tudo é a família, temos que seguir aquilo que trouxemos do berço. Com advento do telefone celular e o computador, temos que ficar atentos, as famílias precisam estar ligadas o tempo todo naquilo que as crianças estão vendo, com quem estão interagindo.

Meus pais se doaram ao máximo para dar a mim e ao meu irmão o máximo possível em termos de conhecimento, só que precisamos fazer é aproveitar bem tudo isso e comemorar, pois nem todos têm essa chance na vida. Eles mesmos não tiveram tanta facilidade para chegar até aqui e nos criar bem. Somos o que somos, pessoas de bem graças aos seus esforços e dedicação, por isso, agradecerei por toda a minha vida”.

Sobre a entrevista, Marcela, que gosta de música de todos os gêneros e que divide alguns deles com os pais Hermes Machado e Vanis Cipriani e com o mano Matheus, agradece e incentiva. “Adorei as fotos, amo fotografar, acredito que tudo isso é um desafio pois nunca revelei coisas da minha vida pessoal a ninguém. Agradeço de coração e me coloco á disposição para outras parcerias futuras”.

– Para terminar, uma frase.

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso cante, chore, ria, dance, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos”. (Charlie Chaplin).

Foto e texto: Laudir Dutra

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...