Empresas Randon ampliam crescimento com receita líquida 45% maior em 2018

David Randon completa 10 anos à frente da empresa e passará o bastão ao caçula Daniel Randon em maio, se for aprovado pelo conselho.

David Randon completa 10 anos à frente da empresa e passará o bastão ao caçula Daniel Randon em maio, se for aprovado pelo conselho – Foto Laudir Dutra

 

 

As Empresas Randon encerraram o exercício de 2018 com crescimento acentuado na maior parte das linhas de negócios, o que ocupou patamares próximos da totalidade da capacidade de produção da Companhia. Também houve ampliação das operações fora do Brasil, além do crescimento das exportações diretas, fatores que integram o objetivo estratégico de expansão internacional e de aumento de competitividade. Com isso, a empresa obteve aumento de 45,1% na receita líquida consolidada, chegando a R$ 4,3 bilhões.

Diante deste cenário, as Empresas Randon registraram em 2018 uma receita bruta total de R$ 6 bilhões, 43,4% superior à obtida em 2017. No exercício, o EBITDA
consolidado foi de R$ 559,8 milhões, 81,6% superior a 2017 e margem EBITDA de 13,1% (10,5% em 2017). O lucro líquido consolidado foi de R$ 151,7 milhões, com margem líquida de 3,6% – em 2017, o lucro líquido foi de R$ 46,7 milhões, com margem líquida de 1,6%.

“O desempenho de 2018 consolida o crescimento iniciado no ano anterior, conquistado porque mesmo na crise promovemos a readequação de processos e de estruturas organizacionais, investimos em modelos de negócios robustos e diversificados. Com isso, quando o mercado reaqueceu, estávamos prontos para atender a demanda. Chegamos aos 70 anos com a solidez necessária para seguirmos conectando pessoas e riquezas para gerar prosperidade”, declara o presidente das Empresas Randon, David Randon.

Os resultados do último trimestre de 2018, quando a receita bruta total somou R$ 1,7 bilhão, também contribuíram para o bom desempenho do ano. A receita líquida consolidada atingiu R$ 1,2 bilhão no período, um acréscimo de 42,1% em relação ao mesmo trimestre de 2017, no qual havia somado R$ 853,2 milhões. Já o EBITDA consolidado do quarto trimestre foi de R$ 124,6 milhões e margem EBITDA de 10,3% (9,2% no quarto trimestre de 2017). Nos últimos três meses de 2018, o lucro líquido consolidado totalizou R$ 35,4 milhões, com margem líquida de 2,9%.

Em 2018, a Divisão Autopeças representou 50,8% das receitas totais da Companhia, seguida por 45,3% da Divisão Montadoras e 3,8% da Divisão de Serviços Financeiros. Ao final de 2018, os produtos com maior participação na receita das Empresas Randon foram semirreboques (39,3%), materiais de fricção (25,8%) e eixos e suspensões (9,3%).

Exportações – As vendas para o exterior em 2018 totalizaram US$ 182,3 milhões, aumento de 17,3% sobre 2017 (US$ 155,4 milhões). As exportações das Empresas Randon representaram 15,7% da receita líquida consolidada do exercício, enquanto em 2017 a participação foi de 16,8%. A maior expansão aconteceu na exportação de semirreboques, que obteve crescimento de 49,9%, com destaque para o mercado chileno, que representou mais da metade das vendas ao mercado externo da Randon Implementos.

Em volume total exportado, a Fras-le se destacou, aproveitando, principalmente, o bom momento da economia dos Estados Unidos, cuja demanda foi crescente ao longo do ano e responsável por 47,3% das exportações da empresa. No total exportado pela Companhia em 2018, Mercosul e Chile tiveram parcela mais relevante e representaram 42,4% das exportações, enquanto para o NAFTA foram 31,7% das exportações totais.

Divisão Montadoras – Em 2018, a Divisão Montadoras representou 45,3% do total da receita líquida consolidada da Companhia (R$ 1,9 bilhão). A Randon Implementos vendeu para o mercado brasileiro 17.079 semirreboques, aumento de 69,5% em comparação a 2017 (10.075 unidades). As vendas de semirreboques para os mercados interno e externo em todas as plantas da companhia somaram 20.960 unidades em 2018, crescimento de 59,8% em relação ao ano de 2017 (13.117 unidades). A Randon Implementos é a maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina e está entre as maiores do mundo. Possui três fábricas no Brasil, nas cidades de Caxias do Sul-RS, Chapecó-SC e Araraquara-SP e uma unidade para distribuição de peças em Linhares-ES. No exterior, há uma unidade fabril em Rosário, na Argentina e outra em Lima, no Peru. Além da fabricação e comercialização de veículos rebocados, também vende vagões ferroviários e veículos especiais (retroescavadeiras, minicarregadeiras e caminhões fora-de-estrada).

Divisão Autopeças – A Divisão Autopeças em 2018 respondeu por 50,8% da receita líquida consolidada da Companhia, somando R$ 2,2 bilhões. Se em 2017 as exportações foram o principal fator para o crescimento da produção de caminhões, em 2018 foi o mercado brasileiro que reagiu e respondeu por grande parte do aumento dos volumes. Foram produzidas, no período, 105.534 unidades, crescimento de 27,1% em comparação a 2017 (83.044 unidades). O mercado interno respondeu por 72,0% das vendas em 2018, aumento de 9,5 pontos percentuais em relação ao ano anterior. Foram emplacadas no Brasil 75.987 unidades, 46,3% a mais que em 2017 (51.941 unidades). A divisão ampliou a relevância das receitas geradas no exterior, principalmente por meio das novas operações na Argentina, Uruguai e Índia. Além disso, as plantas industriais nos Estados Unidos e China estão apresentando bom desempenho. Com isso, as receitas oriundas do exterior chegaram a US$ 78,9 milhões em 2018, contra US$ 53,0 milhões em 2017.

Divisão Serviços Financeiros – A Divisão de Serviços Financeiros da Companhia, representada pelas empresas Randon Consórcios e Randon Investimentos (Banco Randon), respondeu por 3,8% da receita líquida consolidada. Esses negócios são meios de sustentação de vendas, e dão acesso a crédito e financiamentos de produtos para os clientes das Empresas Randon. No caso da Randon Consórcios, em 2018 foram vendidas 14.306 cotas de consórcios, crescimento de 4,8% em relação às cotas vendidas em 2017 (13.651 unidades). Já o Banco Randon atua como suporte às vendas das Empresas Randon, ofertando alternativas de financiamento direcionado a clientes e fornecedores das Empresas Randon.

Investimentos – Em 2018 os investimentos consolidados somaram R$ 335,1 milhões (R$ 216,0 milhões em 2017). Deste total, R$ 137,4 milhões foram investimentos de manutenção e ampliação fabril e R$ 197,6 milhões na aquisição da nova controlada indireta, a Fremax, e das joint ventures Randon Perú e ASK Fras-le.

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...