Poesia

SITE_IMG_1108

 

 

Amor sem cifras…

 

Não sei de onde eu tirei essa idéia

Me veio assim do nada, charada

Indelével vontade de estar junto,

De ficar emocionado, conjunto,

Encanto e poesia, idolatria fria

Explícita de um ser apaixonado…

 

Elegi a minha vida para cuidar

Deleguei poderes para o coração,

Amar apenas de bem, de leve, livre

Sem amarras, sem taras, sem fala…

 

Sentirei muito o fato de não saber

Querer indecifrável para teu deleite,

Aceite que não me vens, me tens,

Seja afeita, suspeita, sujeita, eleita

Mesmo que teu posto não abrace…

 

Me pulse quando em minha mão tocar

Devagar quase não querendo largar.

 

Dentro do todo o copo meio cheio

Um beijo que não veio, receio

Que deste gosto você a contragosto

Saberás que para sentir o meu apreço,

Terás que deixar a dúvida entrar…

 

By Laudir Dutra

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...