Cetanp qualifica 50 novos alunos nesta semana

IMG_2372

Foi com alegria e avaliações positivas que mais 50 alunos receberam, na sexta-feira (09/08), os certificados de conclusão em três cursos realizados no Centro de Treinamento de Agricultores de Nova Petrópolis (Cetanp) nesta semana: de plantas medicinais, aromáticas e condimentares, de processamento de carnes e de fruticultura básica. O ato contou com a presença da gerente regional da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul, Sandra Dalmina, da coordenadora do Cetanp, Ana Cristina Gottschalk, e do diretor da Escola Bom Pastor, Adriano Fiorini.

“São pessoas que vieram atrás de uma oportunidade, com o intuito de troca de experiências, de conhecer algo novo”, destacou Ana, lembrando que os instrutores do Centro são facilitadores, “são pessoas comprometidas e que estão buscando se atualizar e passar algo novo para os alunos”.  A gerente regional da Emater/RS-Ascar também evidenciou a qualidade do trabalho dos instrutores, a confiança depositada pelos alunos no Centro e a importância da parceria entre as diversas entidades que mantêm o Cetanp. O diretor da Escola Bom Pastor parabenizou os alunos por estarem buscando esse aperfeiçoamento, essa qualificação, e ressaltou a importância de instrutores e alunos compartilharem conhecimentos, experiências e crescerem juntos. Fiorini destacou ainda a sólida e diferenciada parceira existente entre instituições privadas e o poder público no Cetanp, e que contribui para o desenvolvimento da agricultura.

Tiago Nunes da Cunha Filho, de Belford Roxo (RJ), que se diz um eterno aprendiz, participou do curso de processamento de carnes. “Foi fantástico. O Brasil precisa da expertise de vocês, porque eu nunca vi isso em nenhum outro estado”, afirmou para o público, que pôde degustar 18 produtos elaborados no curso, entre eles torresmo, costela defumada, codeguim e salame colonial. Já a médica da família Marli Boniatti Colle, de Porto Alegre, pretende ser uma multiplicadora do aprendizado que teve no curso de plantas medicinais, como o uso correto das plantas medicinais, a produção de temperos em pequenos espaços e o cuidado com a terra. Alberto Zimmer, que trabalha como autônomo em Novo Hamburgo, participou nesta semana do curso de fruticultura, mas já fez também o de plantas medicinais. Usando o conhecimento adquirido nas capacitações, ele pretende implantar várias espécies frutíferas, plantas medicinais e também ornamentais. A intenção é ter uma produção ecológica, sem uso de agrotóxicos, para o autoconsumo e, quem sabe, venda do excedente. Zimmer destaca a grande troca de conhecimentos e experiências entre os participantes nos cursos, as aulas práticas, como de poda, onde se aprende fazendo, e a diversidade de produtos que aprendeu a fazer no curso de plantas medicinais, com pomadas, chás e xaropes.

Neste ano, o Cetanp já capacitou 270 alunos. Desde a sua fundação (em 1995), foram 16.397 alunos em 1.185 cursos. Mais informações sobre os cursos oferecidos, que incluem também alimentação e hospedagem, podem ser obtidas no site www.emater.tche.br.

 

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...