Poesia | Só assim, Com palavras!

 

Foto Laudir Dutra

Picture by Laudir Dutra

 

 

Lamento tanto não poder te dar,

Te amar como você merecia, queria.

Seria maravilhoso poder dizer-te dias

Todos eles que não te amei, que não

Pude ao menos ter saído com você

Diante de todos, do mundo, segundo,

Perto das pequenas coisas que podia.

Ao menos deixe-me ser parcial, puxar

As desculpas para o meu lado, passado,

E escolher uma nova trilha sonora…

 

Não captei o momento de confiar,

Percebi resquícios de uma mágoa

Que o tempo não curou, indagou

Sobre o que poderia estar escondido

Por trás de todo o medo, segredo.

Eu não te amei como eu queria, sabia,

Apenas agi de forma comprometedora,

Me sentindo o último dos amantes…

 

Acordei para a vida e você já não estava,

Saiu em disparada em direção ao nada,

Minha imobilidade feriu o que de melhor

Podia ter nos acontecido ou termos vivido.

Contemplar tudo, o que poderia ter sido

E as palavras que deixamos de falar ali,

Sempre que aquela angústia falava alto,

E o coração, esse bobo, é o que mais sentiu…

 

Agora, na imensa busca pelas palavras

Não encontro aquela que defina tudo,

Poderia estar aqui me achando certo

Sem nada temer, apenas escolher viver,

Mesmo que o único legado que deixamos

Foi o vazio que talvez momento algum

Possa preencher de tão fundo…

 

 

By Laudir Dutra

 

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...