Em noites distintas, futebol gaúcho vive e respira futebol

PORTO ALEGRE/BRASIL (04.09.2019) Internacional x Cruzeiro

Pelo menos a metade do RS queria um Gre-nal na final da Copa do Brasil, mas esse ficará para uma próxima oportunidade. Metade fazendo uma conta rápida fazendo uma conta rápida, tirando os indecisos, os céticos e os temerosos, pois cada um dos dois maiores daqui, Inter e Grêmio querem eliminar o rival, mas não querem pagar pra ver, afinal, em clássico não existe favorito e pode dar qualquer coisa, especialmente a derrota, que nenhum dos dois evidentemente não quer.

48680242636_493fe3c1e2_k (1) (1)

Antes, às 19hh15min o Grêmio jogou na Arena da Baixada com o regulamento debaixo do braço e com uma vantagem enorme, havia vencido o primeiro jogo pelo placar de 2×0 na Arena. Mas numa noite não, simplesmente o Athlético simplesmente não quis nem saber e partiu para cima, como o próprio codinome diz, um furacão enfurecido aterrorizou a defesa azul e construiu o placar de forma avassaladora. O Grêmio sofreu duas baixas, a primeira foi a lesão do lateral Leonardo ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, Kanemann foi expulso após entrada violenta. O 2×0 estava revertido. O prejuízo só estaria realmente tirado nas cobranças de penalidades, onde Pepe desperdiço a última para o tricolor e decretou a classificação dos paranaenses para disputar a decisão contra o Inter, na quarta que vem e na posterior. O mando de campo será sorteado nesta quarta-feira na CBF.

Um Inter simplesmente irresistível

PORTO ALEGRE/BRASIL (04.09.2019) Internacional x Cruzeiro

Capitaneado por Nico Lopes, Guerrero, D’Alessandro, Edenilson, Bruno e Cia, o colorado confirmou a classificação à final neste 4 de setembro no Beira-Rio, diante de um grande público, mais de 45 mil compareceram ao Gigante para mais uma noite memorável.

Os 3×0, somados ao 1×0 do Mineirão definiram o confronto em 4×0 para os gaúchos que agora, depois de 10 anos voltam a disputar e sonhar com um título da Copa do Brasil.

O grande nome do jogo foi Paolo Guerrero que marcou dois nas quatro oportunidades que teve para finalizar às redes cruzeirense. Outros jogadores que fizeram toda a diferença, pela ordem, Nico Lopes, D’Alessandro, Edenilson, Bruno, sem contar com os demais que estiverem todos com nota boa, de atuações seguras, mostrando que no Beira-Rio, o Internacional dificilmente perde algum jogo.

Ricardo Duarte/Interncional

Este ano definitivamente a torcida colorada pode sonhar com um título, mesmo que a Libertadores tenha ficado para trás, ainda resta a Copa do Brasil que pode se concretizar agora e o Campeonato Brasileiro que está aberto, com um equilíbrio muito grande entre especialmente os 7 primeiros colocados e nesse bolo lá em cima está o Inter, que depois da Copa do Brasil que acaba em 15 dias, poderá se dedicar mais exclusivamente, dependendo como a briga está.

Então estamos conversados, sem soberba, jogando o jogo, respeitando o adversário, estarão medindo forças a partir da próxima quarta-feira, 11/09, Internacional e Athlético PR, se definindo o campeão no dia 18/09.

 

 

 

Fotos Lucas Uebel/GFPA e Ricardo Duarte/Internacional/Fotos Públicas

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...