Do Editor | Sentimentos múltiplos…

Momento em que o Presidente do Legislativo lê o resultado da votação no plenário - Foto Laudir Dutra

Momento em que o Presidente do Legislativo lê o resultado da votação no plenário – Foto Laudir Dutra

Não confundir com orgasmos múltiplos, mas estar na cena, seja ela política ou não, nos remete há alguns anos onde o nosso ofício se iniciava com uma certeza de que ali estava se desenhando uma vida que seria dedicada à causa jornalística, senão, o que dizer da nossa vontade e do nosso discernimento se em algum momento de tudo o que acontece à nossa volta pudéssemos de forma efetiva participar.
Hoje foi assim, em mim um misto de nostalgia e de presença de espírito quando do desenrolar de uma das discussões que é peculiar à Câmara de Vereadores, esmiuçar e acirrar os debates até o seu limiar especialmente sobre os assuntos ou projetos re extrema relevância.
A apreciação da admissibilidade ou não do impeachment contra o prefeito Daniel Guerra mexeu incondicionalmente com a política local e trouxe ao convívio, colegas de imprensa que há muito tempo não tínhamos o prazer de estarmos juntos palpitando, apontando escores e direcionando nossa crítica aos trâmites que duraram em torno de 3 horas aproximadamente.
O resultado em si era importante para o desfecho das discussões, mas para nós da imprensa, tão criticada muitas vezes de forma injusta e ovacionada quando divulgamos com exatidão e imparcialidade, a importância era ainda maior, pois a possibilidade de presenciar e ter acesso direto com o fato nos faz querer ainda mais continuar fazendo parte de uma pequena gama das profissões existentes e a nossa, o Jornalismo, é uma, senão a mais importante, pois divulga, aborda e se posiciona sobre todas as outras existentes.
Desde os tempos de Geni Peteffi, que levou moeda no rosto de um plenário inflamado quando defendeu a abertura do comércio aos domingos não se tinha notícia de uma sessão revertida de tamanha importância, mesmo que não estivesse sendo discutido ou votado o impeachment do prefeito Daniel Guerra, apenas a possibilidade de investigar todas as denúncias arroladas no processo.
Outros projetos polêmicos ou importantes virão ainda nessa legislatura e espera-se que tenhamos o debate coerente e responsável dos nossos vereadores, sem cores partidárias, nem paternalismo e muito menos revanchismo, apenas com a exata noção daquilo que seja embasado na mais profunda verdade, respeitando sobretudo os eleitores que os elegeram.
Ah, o resultado. 14 votos pelo SIM e 08 votos pelo NÃO.
 
Laudir José Dutra – Editor
FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...