Em seu 10º ano, Bloco da Velha levou mais de 50 mil pessoas para as ruas de Caxias do Sul

CréditoTatieliSperry (7)

Festividade ocorreu neste domingo, 23 de fevereiro, e contou com homenagens pela marca dos 10 anos de atividades do Bloco que hoje é o maior do Rio Grande do Sul

O maior carnaval de rua do Rio Grande do Sul chegou ao seu décimo ano de samba neste domingo, em Caxias do Sul, reunindo mais de 50 mil pessoas, segundo os organizadores Germano Weirich, Guilherme Martinato, Tiago Daltoé, Graziela Chiattone Martins, Marion Martinato e Cristina Calcagnotto. O Bloco da Velha 2020 elegeu a rua como a protagonista do carnaval para homenagear também ex-integrantes, produtores culturais, estabelecimentos e pessoas que ajudaram a consolidar a cultura carnavalesca na cidade.

CréditoTatieliSperry (2)

Entre os homenageados, nomes como: Marco de Menezes, Camila Cornutti, Diogo Reis, Gelson Kwerwald, Cristiane Ferronatto, João Viegas, Tita Sachet, Fran Duarte, Leonardo Ferrolho, Rafael Gubert, Claudio Troian, Everton Rigatti, João Pulita, Leonardo dos Santos, Tonico de Ogum, Carlinhos Santos, entre outras figuras representativas do cenário cultural caxiense.

Mais do que brincar o carnaval, um evento como o Bloco da Velha propicia à população a ocupação dos espaços públicos com música, dança e confraternização. Samba na rua é sinônimo de alegria, comunhão, diversidade e participação popular”, comenta Germano Weirich, integrante da comissão organizadora.

A animação iniciou cedo. Antes das 14h, o público já começou a ocupar os 13 mil m² da Rua Dom José Barea, entre a Treze de Maio e a Pedro Tomasi. No palco, com uma estrutura inédita de dois andares, situado próximo à Rua Pedro Tomasi, a atração ficou por conta da Banda Bloco da Velha, com 15 músicos, que entoaram os principais sucessos do axé, samba e marchinhas de carnaval, intercalados com o DJ Mono, que colocou o público para dançar com os instrutores do grupo de dança Mixturado, coordenados pelo bailarino Rodrigo Scherer. Quem também comandou a folia foi a Dona Bastiana, madrinha do Bloco, interpretada pelo ator Davi de Souza.

O foliões foram recepcionados com uma megaestrutura com bares e uma nova área de alimentação, com muitas opções de food trucks, espaço kids, além da ampliação da capacidade de sonorização. O evento contou com apoio de uma estrutura de segurança, além do serviço de limpeza, que inicia imediatamente após o encerramento da programação, às 22h.

“Nos orgulha muito testemunhar a força dos blocos de carnaval na cidade. Em 2011, alguns amigos e frequentadores da Do Arco da Velha Livraria e Café resolveram alugar um carro de som e fazer 40 abadás. No dia da festa, foram 250 pessoas pular carnaval conosco. Hoje, somos o maior bloco de carnaval do Estado, movimentamos centenas de milhares de pessoas, entre foliões e colaboradores, além de fomentarmos a economia e o turismo local. Por isso temos a responsabilidade de organizar uma festa para todas as idades, sempre pensando na segurança e na qualidade da estrutura, evoluindo a cada ano”, comenta um dos organizadores, Guilherme Martinato.

CréditoTatieliSperry (4)

O Bloco da Velha 2020 – 10 anos de samba na rua contou com o financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul e o apoio cultural da Racon Consórcios, além do Pró-Cultura-RS – Financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A produção cultural foi de Cristina Nora Calcagnotto e Florencia Del Carmen Nieto.

Informações: www.blocodavelha.com.br

Foto Tatieli Sperry

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...