Seminário on-line aborda heranças indígenas e africanas na música

2

Inscrições estão abertas para segunda fase do evento de educação musical que tem programação nos meses de setembro e novembro, abordando aspectos da diversidade sonora e da decolonialidade 

O Seminário de Educação Musical da UCS, em sua quinta edição, tem nova fase que ocorrerá nos dias 30 de setembro e 19 de novembro. Com o tema Processos para uma Educação Musical De(s)colonial: Heranças Indígenas e Heranças Africanas, a realização on-line e com participação gratuita integra a programação comemorativa aos dez anos do curso de licenciatura em Música da UCS.

No dia 30 de setembro, quarta-feira, das 19h30 às 22h15, a pauta terá como foco as Heranças Indígenas, com mediação das professoras da UCS Patrícia Porto e Cristiane Ferronato, contemplando os temas:

– Ouvir, cantar, sentir e pensar a diversidade sonora do mundo, com a musicista e pesquisadora da música Magda Pucci (SP), mestra em Antropologia e doutora em Performance and Creative Arts;

– A pedagogia do Maracá: música e ancestralidade indígena, com o integrante do povo Kayapó Edson Kayapó (AP), mestre em História Social e doutor em Educação: História, Política, Sociedade, pesquisador, escritor palestrante e professor;

– A territorialidade da poética das águas – Povo Omágua, com a indígena do povo Omágua/Kambeba Marcia Kambeba (AM), mestra em Geografia, compositora, escritora, poeta, professora, ativista, fotógrafa e palestrante.

Já no dia 19 de novembro, uma quinta-feira, o tema será Heranças Africanas, com mediação dos professores Vitor Manzke, coordenador do curso de Música da UCS, Cristiane Ferronato e do docente de percussão da UERGS Eduardo Pacheco, doutor em Educação, e as seguintes participações:

– do músico, etnomusicológo e pesquisador da cultura popular tradicional Paulo Dias (SP), fundador da Associação Cultural Cachuera!;

– do músico nigeriano Ìdòwú Akínrúlí, que se dedica à realização de ações culturais de promoção das artes e cultura Yorùbá, sua matriz étnica, no Brasil, é coordenador da empresa de educação, eventos culturais e formação artística ÌLÚ AKIN, dirige o Grupo ÌBEJÌ e Ò̩s̩é̩è̩túrá Africa’njazz e o evento Fela Day;

– e da bacharel em Música e produtora musical Andressa Ferreira (DF), cantautora, artivista, percussionista, arte educadora e liderança do Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco do Fundo Baobá com o projeto Mulheres Negras e Tecnologia: Produção Musical Enegrecida; e a especialista em Elaboração, Gestão e Avaliação de Projetos Sociais em Áreas Urbanas Natália Giacomello (RS), arte educadora, produtora cultural, empresária e coordenadora da AKARA, empresa de projetos nas áreas de arte, cultura, educação, meio ambiente e saúde.

3

As lives poderão ser acompanhadas pelo canal do curso no YouTube. Na página, também é possível acessar as palestras da primeira fase do encontro, que ocorreu de 24 a 28 de agosto.

1

Para certificação, é preciso participar de ambos os eventos dessa segunda fase, e realizar inscrição prévia através deste link. Saiba no blog do evento e no site ucs.br

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...