Pedágios | A serra como referência

Basso

Pedágios: a Serra como modelo (Jornal Pioneiro de 09-10.04.2022)…!!!!

 

Parece incrível, vira e mexe e os Administradores Públicos procuram engambelar os usuários de rodovias. Tudo pronto para  as rodovias da Serra e do Vale do Caí estarem pedagiadas por 30 anos.

 

Lendo-se o Jornal Pioneiro e analisando-se o mapa que nele consta com os locais das praças de pedágios constatamos o que segue:

 

  1. Serão 30 anos de concessões rodoviárias. ( uma eternidade!!!!)… por acaso, concessões renováveis já no contrato????

 

  1. Os valores dos pedágios extremamente elevados, portanto, certamente, o deságio será muito baixo, pequeno, ainda mais que há somente uma concessionária interessada.

 

  1. Pela posição das praças de pedágios, grande número de usuários pagarão pedágios acumulados, portanto o valor a ser pago pelos usuários das rodovias não é o que é apontado, assim quem sair de Antônio Prado vai pagar quatro vezes o valor dos pedágios e quem sair de Caxias do Sul, Farroupilha e Flores da Cunha pagará, no mínimo dois pedágios. Portanto, os valores apresentados são uma “miragem” –  pois o custo, principalmente  para a área produtiva da região será muito, mas muito pesado.

 

Perguntamos:

1- Onde está o CONTROLE “ON LINE”( Lei estadual) da arrecadação dos valores dos pedágios nos contratos ou  ficaremos só no que a concessionária nos informará????

 

  1. O CRITÉRIO para estabelecer o valor da cobrança dos pedágios é o desgaste da pista EM 100 KM, portanto, dentro desta distância, quem já pagou DEVERIA ESTAR ISENTO de pagar novamente. Há esta previsão????

 

  1. Onde se encontra o estudo que aponta o VDM ( quantidade de veículos que passam por dia..) em cada uma das rodovias concedidas, para que, nós usuários de rodovias, tenhamos uma “ideia” do que a concessionária arrecadará de valores de pedágios e possamos fazer uma relação com as obras que possui a obrigação de fazer.

 

  1. Audiências Públicas !!!! e …com 03 três minutos para os usuários se manifestarem… é assim que o Poder Concedente teve a verdadeira manifestação dos usuários?

 

  1. Moradores que estejam perto da praça de pedágios serão penalizados com pagamentos de pedágios, não serão isentados e serão “beneficiados” com descontos por vezes que passarem…!!!

 

  1. Qual é a verdadeira TIR – taxa interna de retorno= lucro, que a concessionária possui garantido no contrato de concessão rodoviária nos 30 anos de concessão?…3%….5% ….10%….20% …???!!!

 

Pois, o Jornal Pioneiro deste final de semana põe como manchete “Investimento bilionário” – Leilão de pedágios na SERRA …mas, nós usuários de rodovias, precisamos inverter a questão, pois estaremos FAZENDO PAGAMENTOS bilionários para uma concessionária de rodovias e o que ela FARÁ MESMO em nosso benefício???

Não esqueçam TUDO é bidirecional é na ida e na volta podendo chegar para os veículos de passeio a R$ 65,60… Sr. ex-Governador Leite, Secretário dos Transportes JUVIR e Diretor Busatto… aumento do custo RGS e uma verdadeira solução que é uma insanidade pública por 30 anos. O que imaginar!!!!! para os veículos – caminhões – de transporte????
    O texto em anexo lembra algumas questões que são deixadas de lado, mas que são fundamentais para nós usuários de rodovias, até porque sofremos 15 anos com os Polos de Pedágios para cobrarem e não fazerem OBRAS e agora sim os verdadeiros BLOCOS, pois estão sendo feitos aos moldes para arrecadar, arrecadar e arrecadar da concessionária.
Pergunta ingênua: onde estarão estourando “as champanhas” pelo sucesso do leilão de uma companhia só e pelo de deságio  de 1% ???
Breve colaboração para que haja mais justiça social  e que não sejamos novamente TODOS penalizados  por decisões públicas equivocadas com os propalados benefícios, mas que serão só para as concessionárias de rodovias.
Agenor BassoDepoente na CPI dos Polos de Pedágios em nome dos usuários do RGS
FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...