Diminuição de efeitos da pandemia e frio causam movimento 20% maior nas compras do Dia das Mães

Dia das Mães 2022 (1) Crédito Alencar Turella_CDL Caxias

Levantamento da CDL Caxias do Sul com lojistas da cidade apontou um tíquete médio de R$ 226,63, superando em 14,2% o dado manifestado nas intenções de compra. Mais de 60% dos lojistas afirmou que vendas foram iguais ou melhores em relação ao ano passado

Um Dia das Mães com movimento maior nas ruas e shoppings de Caxias do Sul em relação ao passado. A sensação de diminuição dos efeitos da pandemia, chegada do frio e o retorno dos encontros familiares fizeram com que houvesse um aumento de 20% na entrada de consumidores no comércio caxiense. De acordo com o levantamento realizado pela CDL Caxias do Sul, os filhos desembolsaram R$ 226,63 em média neste ano, superando em 14,2% o valor mencionado na pesquisa de intenção de compras da entidade.

Na amostragem junto aos lojistas na semana posterior à segunda data mais importante para o comércio, que fica atrás apenas do Natal, mais de 60% disseram que as vendas foram melhores ou iguais ao Dia das Mães de 2021. Entre os motivos, segundo eles, além da redução do impacto econômico das restrições da pandemia (45,5%), estão a maior divulgação das lojas e dos produtos nas redes sociais (18,2%) e a confiança nos empreendimentos (13,6%).

Para o gerente Administrativo Financeiro da CDL Caxias, Carlos Alberto Cervieri, foi o cenário mais positivo em relação ao ano passado que fez com que as pessoas se dispusessem a apostar em produtos de maior valor agregado na data.

“O levantamento mostra que o término das restrições de distanciamento ocasionou no retorno das reuniões familiares, o que sempre é um motivo a mais para presentear. Também apareceu com muita força a volta de ações promocionais, maior divulgação e a confianças nas empresas”, elenca.

A observação de Cervieri vem ao encontro de outro dado apurado que mostra que os principais produtos escolhidos foram malhas, jaquetas, botas e pijamas. A pesquisa de intenção de compras já sinalizava que 32,4% dos consumidores optariam por itens de vestuário e calçados.

Também teve destaque neste ano a venda de produtos para o cuidado pessoal das mães, com itens como secador de cabelo, chapinhas e cosméticos. Lembranças com maior apelo sentimental, como flores, e outras de cunho mais prático, como artigos para casa ligados ao inverno, completam as opções de mimos preferidos pelos filhos.

“Costumamos dizer que o frio é um dos principais aliados do comércio da nossa região, porque acaba impactando na venda de peças de maior valor. Outro número que chama atenção no levantamento é que 32,10% das empresas registraram vendas por meio de vales-presentes”, informa Cervieri.

Em cima do laço

Como já é de praxe no comércio da cidade, o grande volume de vendas ocorreu na véspera ou no próprio domingo de Dia das Mês (45,7%). Outros 26,1% foram às compras com uma semana e 17,4% com 15 dias de antecedência. Apenas 10,9% adquiriram há mais de um mês da data.

“Um dos motivos das pessoas terem pesquisado e demorado mais tempo para comprar foi por conta dos aumentos de preços, provocados pela inflação. Esse fator também acabou impactando no aumento do tíquete médio”, explica o gerente Carlos Alberto Cervieri.

O dirigente também chama atenção para o crescimento das vendas on-line, com 74,1% dos lojistas consultados tendo feito transações pelos canais digitais neste ano. O WhatsApp (48,8%) e o Instagram (31,7%) foram os meios preferidos pelos consumidores.

“Mesmo com essa tendência de aumento, apenas 8,2% de todas as vendas feitas no Dia das Mães deste ano foram pelos canais digitais, o que também se aproxima do que havíamos destacado na pesquisa de intenção de compra. O grande volume ainda ocorre nas lojas físicas, no comércio local”, constata Cervieri.

Ele acrescenta que a divulgação realizada através das redes sociais por mais da metade dos lojistas (55,6%) pode ter contribuído para esses dados.

“Como a maioria dos consumidores ainda prefere a compra nas lojas físicas, as decorações temáticas acabam sendo muito importantes para ajudar nas comercializações. Neste ano, 79% dos empresários entrevistados relatam que apostaram numa apresentação ligada ao Dia das Mães como estratégia de venda”, reforça.

O levantamento ocorreu entre os dias 10 e 12 deste mês, com empresários dos segmentos de vestuário, calçados, beleza e cuidados pessoais, utensílios domésticos, joias e relógios, floriculturas e eletroeletrônicos.

 

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...