Instituto de Leitura Quindim recebe exposição da artista plástica Natália Bianchi

Foto Gustavo Tonet

Foto Gustavo Tonet

A coleção “Pelas Janelas Delas” é um convite a olhar com mais atenção para o universo do outro e ver para além dos olhos. O público poderá conferir as obras do dia 30/07 a 24/09  

O Instituto de Leitura Quindim recebe a exposição “Pelas Janelas Delas”, da artista plástica caxiense Natalia Bianchi, do dia 30/07 a 24/09. A proposta da artista é fazer com que o conjunto de desenhos traga reflexões sobre a diferença entre o ato de olhar e ver. É um convite a olhar com mais atenção para o universo do outro, a partir da própria vivência da Natália que tem baixíssima acuidade visual e uma doença rara chamada acromatopsia, e em decorrência disso enxerga o mundo em tons de preto, branco e cinza. A pouca visão é o que dá corpo à poética das telas, em que o que não é visto serve como ponto de partida para as produções.

            Os desenhos em grafite, técnica preferida da artista, criam mundos paralelos de uma beleza indizível, cheios de detalhes. Nesta série, ela privilegiou reconstruir as próprias vivências a partir de releituras dos cadernos de infância. Enquanto a avó costurava, Natália costumava desenhar aos pés dela. São lembranças. Mais do que isso, são resgates.

 Exposição Natália Bianchi - Crédito divulgaçao ILQ


Exposição Natália Bianchi – Crédito divulgaçao ILQ

As meninas, personagens de um mundo interior retratadas na exposição, possuem olhos enormes para que se possa entrar por eles no imaginário de Natália. São figuras doces, frágeis e melancólicas. Desenhadas em tamanhos grandes, elas cresceram como a artista, já que no caderno elas também eram pequenas. As cabeças são grandes, sustentadas por corpos pequeninos nem sempre humanos. Às vezes, são gaiolas, outras são árvores e assim a artista vai criando enigmas para o olhar. O imaginário relacionado ao passado é ressignificado no decorrer do tempo.

“Cada uma das meninas têm uma simbologia muito forte das minhas questões e desenvolvimento pessoal e artístico, enquanto uma pessoa com baixa visão que percebe o mundo de uma forma peculiar. Essa exposição é um convite para que a gente olhe muito além do que a imagem oferece e veja mais a fundo todas as coisas do mundo, além de desenvolver o hábito de deixar as coisas nos olharem, pois acho que essas meninas têm um olhar bastante penetrante capaz de nos perceber tanto quanto nós a elas. Esse cruzamento de olhares é o que dá sentido ao meu trabalho é o que faz com que eu exista como artista”, afirma Natália.

A inauguração da exposição no dia 30/07, às 14h, às 15h terá uma visita guiada com a própria Natália. As obras deverão mexer com as emoções dos visitantes e fazer refletir sobre nós mesmos e o mundo em que vivemos, conforme ressalta a voluntária do Instituto de Leitura Quindim e especialista em Literatura Infantil e Juvenil, Adriana Lucena. “Por meio das expressões, dos olhares e da sua sensibilidade, a Natalia nos mostra que é possível enxergar o mundo através da arte, da poética da vida. Nos faz refletir sobre o modo como observamos os universos individuais. Sobre deixarmos nosso olhar despido, atento e sensível para enxergarmos sob a ótica do outro”, enfatiza.

 

Sobre a artista:  

Natalia Bianchi formou-se em Artes Plásticas pela Universidade de Caxias em 2008 e desde então dedica-se à produção artística investigando especialmente os processos do desenho com diferentes técnicas e materiais, abordando temáticas autobiográficas por meio da linguagem abstrata. A artista possui baixíssima acuidade visual e uma doença rara chamada acromatopsia, em decorrência disso enxerga o mundo em tons de preto, branco e cinza. A pouca visão é o que dá corpo à sua poética onde o que não é visto serve como ponto de partida para suas produções. Natália participa com frequência de exposições coletivas em todo o Estado. Sua última exposição individual aconteceu em outubro de 2019 na Galeria do Campus 8 – Cidade das Artes (Caxias do Sul), sob o título ACROMATOPOS, e teve curadoria de Silvana Boone.

Programe-se: Exposição “Pelas Janelas Delas”, de Natália Bianchi

Data: 30/07 a 24/09

Horário: Terça a sábado, das 10h às 18h (mesmo horário do ILQ)

Local: Sala de exposições do Instituto de Leitura Quindim

Ingressos: Gratuito

Faixa Etária: Livre

Visita guiada com Natália Bianchi: 30/07, às 15h

FOCAR VEÍCULOS.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...