Seja bem-vindo
Caxias do Sul,22/02/2024

  • A +
  • A -

Oficina de aquarela une pacientes com câncer no Hospital Moinhos de Vento

Fonte: Critério Resultado em Opinião Pública
Oficina de aquarela une pacientes com câncer no Hospital Moinhos de Vento Foto Renata Simmi/Divulgação HMV
Publicidade

Mulheres viveram dia de cor e de imaginação em atividade alusiva ao Dia Mundial do Câncer, lembrado em 4 de fevereiro

Pincéis de diferentes tamanhos. Godês cheios de cores. Água e papel para dar vida à imaginação. Assim foi a tarde para 12 pacientes em tratamento contra o câncer que participaram de uma oficina de aquarela no Hospital Moinhos de Vento nesta quarta-feira (7). A atividade foi realizada em alusão ao Dia Mundial do Câncer, lembrado em 4 de fevereiro.

Por coincidência, todas as participantes compartilham da mesma luta: contra o câncer de mama, cada uma em suas etapas do tratamento. Ao longo de duas horas, elas conheceram mais dessa arte e expressaram suas emoções por meio das tintas. Foi o caso de Helena Salgueiro, de Porto Alegre.

Hoje em terapia com bloqueadores hormonais, ela passou por três cirurgias, quimioterapia e radioterapia contra a doença. Helena, que nunca teve contato antes com a aquarela, desenhou uma fusão entre a letra grega psi, que simboliza sua profissão, a Psicologia, e uma fênix na cor rosa. “Procurei dar uma ideia de renascimento, que é algo que de fato acontece com todos que passam por esse processo, que traz muitos aprendizados e reconexões comigo mesma”, conta.

As lições foram ministradas pela designer de produto e artista visual Mariana Prestes, que disse ter sido a primeira vez que comandou um workshop para pacientes oncológicas. “A arte sempre ajuda como uma terapia. Ela transforma nosso olhar, é um momento de fuga, de alegria, torna tudo mais leve, que às vezes as pessoas nem sabiam que estavam precisando. É enriquecedor”, comenta.

A psicóloga Jessica Garcia, que atua no Centro de Oncologia Lydia Wong Ling, do Hospital Moinhos, reforça que momentos como esse são “incríveis para ver além do processo da doença e se permitir viver outros momentos. A arte é excelente e diz muito sobre o que estamos vivenciando”, destaca.

Os convites para a oficina, que teve o apoio da Koralle, fornecedora dos materiais utilizados, foram enviados para pacientes da oncologia e do Núcleo Mama do Moinhos. Entre uma e outra pincelada, foi também um momento de troca entre pessoas que vivem experiências semelhantes com o câncer. “Fiquei muito feliz de chegar e de, alguma maneira, me encontrar nas falas das mulheres que estiveram aqui comigo. Cada uma, no seu tempo, também enfrentou essa jornada e me ensinou algo com seus depoimentos — e espero ter deixado um pouquinho com elas”, celebrou Carla Rosa, paciente da Capital que enfrentou dois tumores em ocasiões diferentes na mesma mama.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.