Seja bem-vindo
Caxias do Sul,23/04/2024

  • A +
  • A -

Di Paolo lança livro sobre 30 anos da rede de restaurantes e resgata história da imigração italiana na Serra Gaúcha

Fonte: Critério Resultado em Opinião Pública
 Di Paolo lança livro sobre 30 anos da rede de restaurantes e  resgata história da imigração italiana na Serra Gaúcha Di Paolo 30 Anos - Equipe da Rede reunida, Divulgação

Produzida pela Critério, a obra será lançada dia cinco de março em Caxias do Sul

Em comemoração aos 30 anos de história, o Di Paolo, ícone da gastronomia gaúcha, perpetuou sua trajetória em um livro. Com o título "Di Paolo 30 Anos: Alegria à Vontade — Dalla Serra Gaúcha al Brasile e al mondo!", a publicação revela os bastidores, os desafios e os sucessos que marcaram a jornada da marca e de quem a tornou referência nacional.

A obra, que será lançada em Caxias do Sul, no dia 5 de março, conta com coordenação editorial da Critério — Resultado em Opinião Pública, sob liderança do editor e escritor Mateus Colombo Mendes. 

A publicação narra o percurso do Di Paolo desde suas origens mais remotas, com as tradições e os costumes trazidos pelos imigrantes italianos. Mostra como essa gastronomia, que atravessou o oceano, encontrou aqui ingredientes e hábitos e resultou na chamada “culinária de imigração” — a Cucina della Serra Gaúcha, que chega farta à mesa de quem visita o restaurante. 

O livro mergulha na história do fundador Paulo Geremia, o 12º de 15 filhos de uma família de imigrantes italianos. Seus avós chegaram ao Brasil no fim do século 19, vindos do Vêneto e se estabelecendo na Serra Gaúcha. Traz ainda a história e os depoimentos dos sócios dos 14 restaurantes, em uma imersão no jeito Di Paolo de trabalhar, cozinhar, servir, atender e se relacionar.

Paulo Geremia compartilha sua filosofia de vida e de negócios, aborda ainda a importância de multiplicar talentos e seguir um propósito. O livro explora a essência por trás do sucesso da marca Di Paolo, que se tornou em um ícone gastronômico reconhecido não apenas no Rio Grande do Sul, mas em todo o Brasil.

“Cresci em uma casa com 14 irmãos e meus pais. A vida era dura. Nós mesmos produzimos tudo o que consumimos, da manteiga ao pão, do feijão à carne. Essa foi a minha escola. O dia a dia dos colonos e as festas das comunidades, ao longo de mais de um século, foi onde o cardápio do Di Paolo foi sendo formado”, conta Paulo Geremia em um dos trechos do livro. 

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.